Amã, 8 jul (EFE).- O porta-voz do Governo da Jordânia, Nasser Judeh, disse hoje que foram iniciados os preparativos para uma visita do rei Abdullah II ao Iraque, cuja data ainda não foi definida.

Judeh fez estas declarações horas depois de as autoridades iraquianas anunciarem a viagem para amanhã. Porém, mais tarde, retificaram e afirmaram que a visita havia sido adiada por "compromissos pessoais" do monarca.

"O assunto da visita do rei foi discutida durante a viagem do primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki à Jordânia", explicou o porta-voz em entrevista coletiva em Amã.

O primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, viajou para a Jordânia no começo de junho passado, onde tratou de convencer o rei Abudallah para que este fosse a seu país.

Após essa visita, a Jordânia decidiu reabrir sua sede diplomática no Iraque, quase cinco anos após um brutal atentado, em agosto de 2003, contra a embaixada jordaniana em Bagdá, no qual 11 pessoas morreram.

O Governo iraquiano se queixa com freqüência que o mundo árabe, ao qual pertence, é o que mais está demorando a normalizar as relações diplomáticas e políticas com as novas autoridades surgidas após a queda de Saddam Hussein. EFE ajm/rb/plc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.