Região petroleira de Tarija inicia referendo sobre autonomia na Bolívia

A região produtora de petróleo boliviana de Tarija, que se opõe ao presidente Evo Morales, iniciou às 08h00 locais (09h00 de Brasília) deste domingo um referendo para validar seu estatuto autonômico, não reconhecido pelo tribunal eleitoral e considerado ilegal pelo governo.

AFP |

O plebiscito em uma das regiões mais ricas em gás natural da Bolívia começou em meio a tensões entre setores leais a Morales e organizações civis que apóiam as autonomias frente ao centralismo de La Paz, constataram jornalistas da AFP.

Localizada no extremo sul boliviano, fronteira com Argentina e Paraguai, Tarija, com 391.226 habitantes e 173.231 pessoas autorizadas a votar, concentra 85% das reservas de gás boliviano, as segundas maiores da América do Sul, com 1,36 bilhão de metros cúbicos.

rb/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG