Refugiados de Darfur comemoram ordem de prisão contra Al-Bashir

O anúncio da ordem de captura emitida pela Corte Penal Internacional (CPI) contra o presidente sudanês Omar al-Bashir foi recebido com gritos de alegria nesta quarta-feira pelos refugiados de Darfur no acampamento Farchana no leste do Chade.

AFP |

Os refugiados se reuniram em pequenos grupos para ouvir o rádio e esperar a decisão da CPI, constatou um jornalista da AFP no local.

"Estamos todos contentes. Esperávamos esta decisão com impaciência. Vamos festejar com meus pais", declarou à AFP Khadija Djmet Ibrahim, uma aluna de 19 anos que voltava da escola. Proveniente da população darfuri de Kondé, afirmou ter perdido "quatro parentes por causa de Bechir".

"Estou muito feliz de saber que Bashir vai ter que assumir dentro de pouco tempo sua culpa ante a Justiça. É meu desejo mais ardente", afirmou à AFP Mahamat Adan, de 35 anos, ex-criador de gado de Mogada, em Darfur.

"Bashir mandou matar muitos familiares meus. E perdo todo meu gado", acrescentou.

No acampamento de Farchana, situado a 85 km da fronteira sudanesa, há 21.000 refugiados. Segundo as ONGs, perto de 260.000 refugiados de Darfur vivem atualmente no leste de Chade por causa do conflito que também provocou o deslocamento de 190.000 pessoas.

str-pgf/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG