Irã destruído - Mundo - iG" /

Reformistas pedem que povo vote para evitar Irã destruído

Teerã, 10 jun (EFE).- O candidato independente pró-reformista Mir Hussein Musaví fechou hoje a campanha eleitoral com um grande ato na universidade do Lorestán, no oeste do país, onde pediu aos eleitores que vão às urnas para evitar um Irã destruído.

EFE |

"Nos reunimos aqui, e em todo o país, porque não queremos um Irã destruído", disse o ex-primeiro-ministro perante 60 mil pessoas.

Musaví aproveitou o último ato de campanha eleitoral para voltar a criticar, mais uma vez de forma dura, a política externa e a gestão econômica do atual presidente e principal adversário político, o ultraconservador Mahmoud Ahmadinejad.

Segundo o candidato pró-reformista, o Irã não merece a pobreza, que não é mais que o resultado de uma má administração do atual Governo.

"O senhor não pode falar de administrar o mundo, quando é incapaz de conduzir seu próprio país", disse com sarcasmo Musaví, que recebeu aplausos.

Mais de 46 milhões de iranianos estão convocados às urnas na próxima sexta-feira para escolher o décimo Governo desde o triunfo em 1979 da Revolução Islâmica, que derrubou o último xá de Pérsia, o pró-ocidental Reza Pahlevi.

A poucos dois dias da votação, poucos se atrevem a prever um resultado, embora tudo aponte para que a vitória seja disputada entre o presidente e o próprio Musaví. EFE jm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG