San José del Guaviare (Colômbia), 4 abr (EFE).- Um enfermeiro de San José del Guaviare, capital do departamento de Guaviare teria aplicado, há cinco meses, vacinas contra a febre amarela nos três americanos seqüestrados pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

O enfermeiro José Álvarez afirmou hoje à Agência Efe que os rebeldes levaram um de seus companheiros do centro médico no qual trabalha, em Mocuare, para que fossem aplicadas vacinas contra as doenças tropicais que há na região.

"Um dia ele me chamou e disse que tinha ido prestar assistência aos três americanos, aplicando-lhes a vacina contra a febre amarela, há cerca de cinco meses. Ele disse que estão pelos lados de Mocuare, uma reserva indígena", indicou Álvarez.

Além disso, afirmou que existem fortes rumores de que os americanos e os outros seqüestrados teriam sido transferidos para a região.

Os três cidadãos americanos, Keith Stansell, Thomas Howes e Marc Gonsalves, foram seqüestrados em fevereiro de 2003 pelas Farc, que os incluiu na lista de 40 pessoas que pretendem trocar por 500 rebeldes presos.

Acredita-se que na selva desse departamento (estado colombiano) podem estar os seqüestrados pela guerrilha, alguns deles doentes, como a franco-colombiana Ingrid Betancourt.

Um avião Falcon 50, enviado pela França, se encontra desde ontem no aeroporto de Bogotá, à espera de que as Farc dêem as coordenadas para facilitar uma missão humanitária, e inclusive a libertação de Betancourt, além de prestar assistência aos doentes. EFE fer/mac/fb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.