Refém das Farc por 12 anos agradece a Lula por ajuda

Florencia (Colômbia), 30 mar (EFE).- O sargento Pablo Emilio Moncayo, solto hoje pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) após mais de 12 anos em cativeiro, agradeceu hoje ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo apoio no processo de libertação.

EFE |

Muito sereno, Moncayo falou com a imprensa no aeroporto da cidade colombiana de Florencia, para onde foi levado pela missão humanitária, liderada pela senadora Piedad Córdoba e com colaboração brasileira.

O agora ex-refém agradeceu também a ajuda dos presidentes do Equador, Rafael Correa, e da Venezuela, Hugo Chávez.

Sobre a volta à liberdade após 12 anos preso na selva, Moncayo destacou o quão impressionante foi para ele "voltar a ver civilização".

"Estou admirado com todos os avanços tecnológicos. Do pouco que vi até agora, o que mais me impactou foram os avanços tecnológicos", comentou Moncayo, ainda surpreso ao ver jornalistas, membros da missão humanitária e outros com telefones via satélite, modernos computadores e outras ferramentas de comunicação.

O sargento levou do cativeiro uma mensagem de outros reféns, que pediram a ajuda de uma ONG internacional para serem libertados.

Moncayo lembrou que as Farc "simplesmente existem" e que, por mais que pareçam "invisíveis", estão presentes. EFE ac/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG