abra as portas para conseguir sua liberdade - Mundo - iG" /

Refém das Farc pede a Uribe que abra as portas para conseguir sua liberdade

Bogotá, 24 set (EFE).- O cabo do Exército Pablo Emilio Moncayo, sequestrado pelas Farc há quase 12 anos, pediu ao presidente colombiano Álvaro Uribe, que abra as portas para conseguir sua libertação e a dos demais reféns em poder da guerrilha.

EFE |

"Senhor presidente Uribe, abra as portas que quero ser livre", assegura Moncayo em um vídeo que as Farc entregaram à senadora opositora Piedad Córdoba como prova de vida e que foi divulgado hoje.

"Não é justo que se nos negue mais o direito a sermos livres", acrescenta Moncayo, quem confiou além disso em que "não se sigam pondo impedimentos" a sua libertação e à dos demais cativos.

Moncayo foi sequestrado dia 21 de dezembro de 1997 na tomada da Colina Patascoy (Nariño, fronteira com o Equador) e é um dos dois militares que mais tempo levam sequestrados pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

"Pusemos tempo valioso de nossas vidas com abnegação e sacrifício para receber como pagamento a ingratidão e o esquecimento", se queixa o sequestrado na prova de vida em alusão à suposta falta de apoio do Governo.

No vídeo, de uns seis minutos de duração, o militar dedica alguns segundos a saudar a sua família, especialmente a seu pai, Gustavo Moncayo, a quem lhe expressa seu profundo respeito e admiração "pelo que fez pela minha libertação".

O Professor Moncayo ou "Caminhante pela paz", como se lhe conhece ao pai do refém, realizou nos últimos anos longas caminhadas pelo país, com correntes ao pescoço, para chamar a atenção sobre a dramática situação na qual vivem os sequestrados colombianos.

Pablo Emilio Moncayo também agradeceu as gestões realizadas pelos presidentes da Venezuela, Hugo Chávez e do Equador, Rafael Correa.

EFE omc/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG