Refém britânico libertado no Iraque se recupera no R.Unido

Londres, 2 jan (EFE).- Peter Moore, o refém britânico libertado na quarta-feira passada no Iraque começa hoje a se recuperar de seus mais de dois anos de cativeiro em companhia da família, no Reino Unido, aonde chegou na sexta-feira à noite, procedente de Bagdá.

EFE |

Moore, que pediu discrição em torno de seu retorno, começará agora um programa de tratamentos médicos e psicológicos para ajudá-lo a superar o trauma, informa a agência britânica "PA".

O consultor de informática, sequestrado no Iraque em 29 de maio de 2007, aterrissou ontem à noite em uma base da Real Força Aérea (RAF) em Brize Norton, no condado de Oxfordshire (sudeste da Inglaterra).

Um porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores disse que Moore passou a noite com a família, que se declarou "encantada" com seu retorno, e retomará "pausadamente sua vida".

Moore, de 37 anos, foi sequestrado junto com quatro guarda-costas no Ministério das Finanças e Tecnologia iraquiano, no centro de Bagdá.

Informações jornalísticas afirmavam esta semana que o sequestro dos cinco britânicos foi dirigido pela Guarda Revolucionária do Irã, mas o Foreign Office precisou que não havia provas que sustentassem essa afirmação.

Moore trabalhava para uma empresa de consultoria de gestão americana, enquanto os guarda-costas, três dos quais foram entregues mortos, tinham sido contratados para zelar por sua segurança.

Por enquanto, não se sabe a situação do quinto sequestrado, Alan McMenemy, e o Governo britânico teme que possa ter morrido. EFE jm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG