Refém britânico é libertado no Iraque

BAGDÁ (Reuters) - O britânico Peter Moore, sequestrado em Bagdá em 2007, foi libertado, disseram os governos do Iraque e da Grã-Bretanha na quarta-feira. Ele está vivo e com boa saúde (...). O governo iraquiano está feliz de que ele possa voltar a seus familiares para as festas (de fim de ano), disse Ali Al Dabbagh, porta-voz do governo do Iraque.

Reuters |

Em Londres, o chanceler David Miliband confirmou a notícia e disse ter tido uma conversa emocionante por telefone com Moore.

"Peter está com boa saúde, apesar dos muitos meses de cativeiro. Ele está passando por exames médicos e será reunido a sua família assim que possível. Ele está obviamente contente com sua libertação", disse o ministro a jornalistas.

Moore, programador de computador que trabalhava sob contrato em Bagdá, foi capturado junto com quatro guarda-costas no Ministério das Finanças, em 2007.

Os corpos de três guarda-costas foram entregues a autoridades britânicas. Não se sabe o que ocorreu com o quarto segurança, mas as autoridades suspeitam que também tenha morrido. Dabbagh disse que o Iraque não tem informações sobre o caso.

O porta-voz iraquiano afirmou também que o governo local não se envolveu nas negociações pela libertação de Moore, mas apoiou as iniciativas.

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, disse estar enormemente aliviado com a notícia da libertação. "Eles (Moore e familiares) enfrentaram um terrível drama, e sei que toda a nação vai compartilhar da sua alegria por saber que ele está voltando para casa", disse Brown em nota.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG