é da cultura poítica da Venezuela , diz Lula - Mundo - iG" /

Reeleição ilimitada é da cultura poítica da Venezuela , diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse na Venezuela que o referendo sobre uma emenda constitucional que pode abrir caminho para reeleições ilimitadas para o presidente venezuelano, Hugo Chávez, é parte da cultura daquele país.

BBC Brasil |

"Temos que aprender a respeitar a cultura de cada país, respeitar a vontade de cada povo. (...) Um processo democrático não é um cidadão que não pode concorrer mais, um processo democrático é dar garantias a todos do direito de poder participar (...) nas mesmas condições", afirmou Lula nesta sexta-feira, no município de Jesús María Semprún, em Maracaibo, onde visitou o Projeto Agrário Socialista Planície de Maracaibo junto com o presidente Chávez.

"O que eu acho é que nós precisamos ter consciência de que o processo democrático de cada país é construído a partir do grau de consciência política e da evolução cultural de cada povo", afirmou. "Da minha parte, eu tenho toda a compreensão de que o povo venezuelano queira aprovar o referendo."

A consulta popular deve ser realizada no dia 15 de fevereiro e pode permitir que Chávez concorra a um terceiro mandato ao final de sua atual gestão, em 2012.

O presidente ressaltou, contudo, que no Brasil a situação é diferente.

"Eu acho que no caso do Brasil, nós temos uma cultura política diferente da cultura política da Venezuela (...) A minha posição pessoal já é dita: eu não quero reeleição. O Brasil tem muito pouco tempo de experiência democrática consolidada. Obviamente que eu vou trabalhar para fazer o meu sucessor, para ter continuidade no programa que nós estamos fazendo", afirmou.

Obama

Durante a visita, Lula manifestou esperança de que o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, que toma posse no cargo no próximo dia 20, consiga resolver a crise econômica global.

"Precisamos chamar o mundo desenvolvido à responsabilidade de encontrar uma solução rápida antes que essa crise possa, novamente, fazer o mundo em desenvolvimento ter o seu desenvolvimento bloqueado, como tivemos nos anos 80 pela dívida externa", disse o presidente brasileiro.

"Eu espero que Deus coloque a mão na cabeça dele (Obama) e que lhe dê inteligência e sensibilidade para que ele perceba que tem que resolver essa crise logo."
Lula expressou desejo de ter um contato em breve com Obama.

"Certamente nós vamos ter chance de conversar com o presidente Obama. E certamente temos que conversar antes que o aparelho de Estado tome conta, porque você sabe que a máquina é poderosa e que se a gente não lutar contra ela, ela come a gente em pouco tempo e nós não fazemos aquilo que queríamos fazer."

"A máquina é capaz de fazer de nós uma coisa diferente daquilo que a gente pensava ser quando chegasse à Presidência da República", afirmou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    Leia tudo sobre: reeleição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG