Redução dos fortes ventos pode ajudar no controle de incêndios na Turquia

Istambul, 3 ago (EFE).- O incêndio da província turca de Antalya, que deixou um morto e destruiu cerca de 10 mil hectares em quatro dias, pode ficar hoje sob controle, se as previsões dos serviços meteorológicos se concretizarem e os fortes ventos na área diminuírem nas próximas horas.

EFE |

"Se não houver uma nova onda de vento, se não houver mudanças na frente do incêndio, conseguiremos controlar o incêndio a partir do meio-dia de hoje. O trabalho se tornou muito mais fácil", disse um responsável da Direção Geral de Florestas da Turquia, segundo a agência "Anadolu".

Os ventos de até 50 km/h que começaram a soprar na manhã de hoje fizeram temer que o incêndio reacendesse, mas, por volta do meio-dia, diminuiu a potência eólica.

A imprensa turca informou que hoje foi encontrado o cadáver carbonizado de uma das duas pessoas que permaneciam desaparecidas desde o início do incêndio.

O incêndio começou na zona de floresta dos distritos de Serik e Manavgat, da turística província turca de Antalya, mas longe dos centros de lazer onde se concentram os visitantes.

Os trabalhos de extinção do fogo em Antalya contam com mais de mil efetivos do corpo de bombeiros e do Ministério do Meio Ambiente e Florestas, além de sete aviões e seis helicópteros, e centenas de voluntários da zona.

Além disso, a "Anadolu" informou que ontem à noite começou outro incêndio perto do núcleo turístico de Olympos (também na província de Antalya), que foi controlado pouco depois, mas hoje as chamas voltaram a se estender.

Segundo a imprensa turca, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) ameaçou provocar incêndios nas florestas do oeste da Turquia se não acabarem as manobras militares do Exército turco no sudeste, que a organização separatista acusa de serem causadoras de chamas nessa zona do país. EFE Amu/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG