Buenos Aires, 29 jan (EFE).- O economista Martín Redrado renunciou hoje à Presidência do Banco Central da Argentina, antes que uma comissão parlamentar que estuda sua remoção emitisse sua sentença, o que estava previsto para a próxima semana.

"Há instantes renunciei à Presidência do Banco Central", afirmou Redrado em uma surpreendente entrevista coletiva. EFE cw/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.