(atualiza com número de detidos) Roma, 16 dez (EFE) - A Polícia italiana desarticulou hoje uma rede mafiosa vinculada ao tráfico de drogas com o Brasil que pretendia reorganizar a cúpula da Cosa Nostra siciliana, no marco de uma ampla operação desenvolvida em várias cidades do país e que levou à detenção de 89 pessoas. A operação Perseo aconteceu desde o começo da manhã em várias cidades da Sicília e da Toscana (centro da Itália), como fruto de uma investigação iniciada há nove meses e na qual foram reveladas as supostas conexões da Cosa Nostra com o tráfico de drogas. Segundo os depoimentos de mafiosos arrependidos recolhidos pela Justiça italiana, na Sicília esperava-se a chegada, em breve, de um carregamento com 100 quilos de cocaína proveniente da América do Sul, em sua maior parte de Brasil e Paraguai, para a posterior distribuição por todo o país. Além do crime de associação de tipo mafioso, os detidos são acusados de tráfico internacional de drogas e de tráfico de armas, que supostamente eram vendidas ilegalmente a terceiros em um centro agrícola nos arredores da capital siciliana, Palermo. Com as detenções de segunda-feira, entre as quais se encontram chefes e colaboradores das famílias mafiosas, a Polícia italiana volta a dar um duro golpe à Cosa Nostra, a qual achava sem estrutura desde a detenção, em 2006, do chefe Bernardo Provenzano, e de seu sucessor, Salvatore Lo Piccolo, em 2007. A fracassada tentativa de reestruturar as antigas es...

Nela, Giuseppe Scaduto, filho de um antigo chefe da Cosa Nostra, falava das intenções de reorganizar a cúpula da organização mafiosa, algo que, segundo a Polícia, foi promovido por Matteo Messina Denaro, foragido da justiça. EFE mcs/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.