Recuperação de fratura é agilizada com injeção de osteoblastos, diz estudo

Redação Central, 11 fev (EFE).- A recuperação de um osso fraturado se torna mais rápida se o paciente receber uma injeção de seus próprios osteoblastos, células envolvidas na formação do tecido ósseo.

EFE |

A afirmação foi feita por uma equipe do Catholic University College of Medicine de Seul na publicação "BMC Musculoskeletal Disorders".

Entre maio de 2006 e janeiro de 2008, os cientistas realizaram um estudo clínico com 64 pacientes que apresentavam fratura óssea: 31 receberam a injeção de osteoblastos na superfície do osso e os 33 restantes seguiram o processo comum de recuperação.

A composição dos dois grupos não diferia muito quanto a sexo, idade e forma do corpo.

Antes da injeção na área fraturada, os especialistas extraíram um cultivo de osteoblastos da medula óssea do próprio paciente.

Os cientistas, dirigidos por Seok-Jung Kim, descobriram que as pessoas que tinham recebido o tratamento da injeção tiveram uma recuperação significativamente mais rápida, maior crescimento do osso e não apresentaram complicações destacáveis.

A equipe considera que o transplante dos osteoblastos do próprio paciente é um método seguro e eficaz para acelerar a taxa de cura da fratura.

"A injeção de osteoblastos cultivados deveria ser considerada uma opção bem-sucedida de tratamento para uma fratura de um osso longo", destaca Kim.

Normalmente, as fraturas acabam se curando, mas se a união do osso for adiada, pode se tornar necessário um transplante ósseo, o método mais efetivo para unir um osso quebrado.

No entanto, Kim explica que o transplante causa danos físicos e psicológicos no paciente e também é muito caro. EFE vmg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG