Recuperação de deputada do Arizona é descrita como 'milagrosa'

Democrata que foi atingida na cabeça em ataque no sábado abriu os olhos na quarta; EUA preparam enterro de vítima nascida no 11/09

iG São Paulo |

A deputada democrata Gabrielle Giffords, que foi atingida por um disparo na cabeça durante um ataque no sábado em Tucson, vem apresentado uma recuperação considerada "milagrosa" por amigos e parentes.

Segundo a rede de TV CNN, depois de abrir os olhos brevemente pela primeira vez na quarta-feira - momento testemunhado por seu maridos, parentes e outros membros do Congresso presentes em seu quarto no Centro Médico da Universidade do Arizona -, nesta quinta-feira Gabrielle está cada vez mais alerta e move braços e pernas.

Gabrielle abriu os olhos pouco depois de o presidente dos EUA, Barack Obama, tê-la visitado. Menos de uma hora depois, com a permissão do marido dela, Mark Kelly, de revelar a informação, Obama entusiasmou uma multidão durante uma cerimônia em memória das vítimas e uma audiência nacional de TV ao revelar um dos sinais mais promissores sobre a condição de saúde da deputada desde a tentativa de assassinato. 

"Gabby abriu os olhos e posso lhes dizer que ela sabe que estivemos lá. Ela sabe que a amamos. Ela sabe que estamos lhe apoiando no que, sem dúvida, será uma jornada difícil."

As revelações sobre o estado de Gabrielle foram feitas enquanto os EUA preparam-se para enterrar nesta quinta-feira a menina Christina-Taylor Green, de 9 anos. Nascida em 11 de Setembro de 2001 , dia dos ataques terroristas em Nova York, Washington e Pensilvânia, ela foi uma das seis vítimas fatais do ataque, que também deixou 14 feridos.

Na noite de quarta-feira, Obama reservou um tratamento especial para Christina, que fazia parte do álbum de fotografias intitulado "Os rostos da esperança", composto por 50 bebês que nasceram naquele dia em cada um dos 50 Estados americanos.

"Em Christine, todos vemos os nossos filhos. Curiosos, cheios de confiança, com energia e repletos de magia", disse Obama.

Ao lado de cada foto havia uma mensagem para cada criança, e Obama leu a destinada a Christina: "Espero que ajude os que tiverem necessidade, que conheça todas as palavras do hino nacional e cante com a mão no coração. Espero que pule com os pés juntos as poças de água da chuva."

"Se houver poças de água da chuva lá em cima, Christina estará pulando sobre elas", disse o presidente.

No discurso transmitido ao vivo pela televisão e proferido perante 27 mil pessoas, Obama tentou também acalmar a polêmica sobre a violência no debate político nos EUA. "Só um discurso público comedido e honesto pode nos ajudar a enfrentar nossas dificuldades de uma forma que tornará (as vítimas) orgulhosas", declarou.

"Somos todos americanos, e podemos debater as ideias dos outros sem questionar seu amor pelo país", afirmou.

*Com AFP

    Leia tudo sobre: euaarizonaJared LoughnerGabrielle Giffordsobama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG