Recomeça o julgamento de Tarez Aziz

O julgamento de Tarek Aziz, que foi chanceler e emissário do ditador iraquiano Saddam Hussein, foi retomado nesta terça-feira em Bagdá, sem a presença dos advogados.

AFP |

Aziz entrou no Alto Tribunal Penal de Bagdá com a ajuda de uma bengala.

O dirigente, único cristão do círculo íntimo de Saddam Hussein, deve responder pela execução em 1992 de 42 comerciantes acusados de elevar os preços dos alimentos quando o Iraque era objeto de sanções da ONU.

O principal adovogado de defesa, Badie Izzat Aref, que vive na Jordânia, justificou recentemente sua decisão de não estar ao lado do cliente por temer pela própria vida.

O julgamento teve início em 29 de abril, mas a audiência foi suspensa até 20 de maio.

Aziz, que pode ser condenado à morte, é julgado ao lado de outrs sete dirigentes do antigo regime, incluindo Ali Hassan al-Majid, o "Ali Químico", que já foi condenado à pena capital por "genocídio" contra a população curda nos anos 80.

bur-hba/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG