Rebeldes tuaregues reivindicam seqüestro do enviado especial da ONU ao Níger

Dacar, 16 dez (EFE).- A Frente de Forças de Recuperação (FFR), grupo rebelde tuaregue nigerino, reivindicou hoje o seqüestro do enviado especial da ONU para o Níger, o diplomata canadense Robert Fowler, e de outras três pessoas, através de um comunicado que a organização publicou em seu site.

EFE |

Segundo o texto, assinado pelo líder do FFR, Rhissa Ag Boula, "Fowler está em bom estado e será levado em breve a um lugar seguro, onde outros colaboradores se encarregarão dele".

A organização rebelde surgiu em maio por causa de uma cisão do Movimento para a Justiça do Níger (MNJ), que atua há dois anos no norte do país, onde enfrenta as forças armadas do Governo.

O FFR acusa o Canadá de apoiar o "regime" do presidente Mamadou Tandja.

"Nosso principal objetivo é sensibilizar os diplomatas que colaboram com o regime étnico de Tandja", diz a mensagem dos rebeldes.

Fowler desapareceu no domingo passado com outro diplomata, Louis Guay, e dois acompanhantes quando estavam a cerca de 50 quilômetros de Niamey, capital do país.

Os rebeldes tuaregues reivindicam que pelo menos 30% da receita recebida pelo Níger pela extração de urânio no norte do país seja investida na região, assim como uma maior autonomia e o desenvolvimento das regiões que moram no deserto.

"Não vamos ceder nenhuma parcela de nossas terras sem consulta local, sem contrapartida e sem preservação do meio ambiente", declarou o FFR em sua mensagem.

Segundo o ministro de Comunicação do Níger, Mohammed Ben Omar, em até duas oportunidades seu Governo não autorizou o envio de Fowler para a localidade nortista de Imouraren, na qual acontecem os confrontos regulares pela intenção da multinacional Areva de instalar um centro de exploração de urânio na região.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, nomeou Fowler, de 64 anos, como seu enviado ao Níger em julho de 2008 com a missão de ajudar a estabilizar um país castigado por uma rebelião na região norte do país. EFE st/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG