Os islamitas radicais somalis shebab ameaçaram nesta terça-feira vingar a morte de um líder regional da Al-Qaeda, que faleceu na segunda-feira em um ataque aéreo americano no sul da Somália.

O queniano Saleh Ali Saleh Nabhan, suspeito de ter participado nos atentados de Mombassa em 2002 reivindicados pela Al-Qaeda, foi morto no ataque aéreo americano da véspera.

"Os muçulmanos se vingarão deste ataque", ameaçou um líder da milícia islamita shebab que pediu anonimato.

"Os que morrem durante o mês sagrado do Ramadã para a glória de Alá valem muito mais que os que continuam com vida", acrescentou.

"Morreram como mártires em nome da jihad", concluiu, sem precisar no entanto as circunstâncias do ataque americano.

str-amu-hba/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.