Zamboanga (Filipinas), 13 ago (EFE).- Os rebeldes da Frente Moura de Libertação Islâmica (FMLI) se retiraram hoje dos últimos povoados da província de Cotabato do Norte, que haviam ocupado há um mês, após os intensos enfrentamentos com o Exército filipino nos últimos seis dias.

Parte dos 160 mil deslocados pelos combates já começou a retornar a suas casas, segundo informou o governador da província, Jesus Sacdalan.

O vice-presidente do FMLI, Ghadzali Jaafar, confirmou a retirada dos mil milicianos para a província vizinha de Maguindanao.

Pelo menos 31 milicianos, dois soldados e dois civis morreram nas últimas 24 horas, o prazo dado ontem pela presidente Gloria Macapagal Arroyo ao Exército para "limpar" as zonas ocupadas.

No total, 63 pessoas perderam a vida e 165 mil tiveram que fugir de suas casas desde que o FMLI começou a ocupar, no mês passado, zonas de Cotabato do Norte, na conflituosa ilha de Mindanao. EFE rp/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.