Os rebeldes tâmeis mataram nesta terça-feira 17 civis e feriram outros 69 que fugiam da região nordeste do Sri Lanka, onde o Exército mantém os separatistas sob forte pressão, anunciou o porta-voz militar Udaya Nanayakkara.

Os sobreviventes do ataque que chegaram ao posto militar de Iddayarkattu afirmaram que os rebeldes abriram fogo quando eles tentavam cruzar a linha de combate, segundo.

O grupo de quase 1.000 civis chegou ao local com os 17 corpos.

Quase 22.000 civis tâmeis fugiram nos últimos dias da zona de combates, mas 100.000 estariam presos na região e serviriam de "escudos humanos" aos rebeldes, segundo o Exército.

aj/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.