Manila, 12 fev (EFE).- Três policiais tailandeses morreram hoje em um ataque à bomba no sul do país, onde supostos separatistas islâmicos também mataram a tiros outros três civis nas últimas 24 horas, informaram fontes policiais.

O atentado com explosivos aconteceu na província de Pattani, onde os guerrilheiros detonaram uma bomba na passagem de um comboio policial.

Os policiais escoltavam um grupo de professores, frequentes alvos dos rebeldes, que veem neles um símbolo da imposição da cultura budista da maioria dos tailandeses aos muçulmanos do sul.

Na mesma província, um político local de 40 anos foi morto a tiros diante de sua casa e outros dois civis de 29 e 31 anos foram assassinados da mesma forma diante de uma escola.

Ataques com armas leves, assassinatos e atentados com bomba acontecem diariamente nas três províncias de maioria muçulmana de Narathiwat, Pattani e Yala, apesar do desdobramento de 31 mil agentes das forças de segurança e da declaração do estado de exceção. EFE grc/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.