Dez policiais indianos foram mortos nesta sexta-feira em um ataque cometido por um grupo de rebeldes maoístas no centro da Índia, anunciou a polícia local.

O ataque foi perpetrado no estado de Chhattisgarh, mais especificamente no distrito de Dantewada, onde os combates entre policiais e rebeldes continuaram durante todo o dia, segundo um porta-voz da polícia do estado.

"Três terroristas morreram durante o confronto", destacou o porta-voz.

Os rebeldes maoístas atuam desde 1967 em vários estados do centro, do leste e do sul da Índia. No total, 165 dos 600 distritos do país estariam sob a influência destes combatentes armados.

Em 2006, o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, advertiu que estes combatentes constituem a maior ameaça à segurança nacional.

Os rebeldes afirmam estar em guerra contra os grandes latifundiários em 15 dos 29 estados da Índia.

A base da guerrilha se encontra no estado isolado e coberto de selva de Chhattisgarh, na fronteira do estado de Maharashtra, que tem Mumbai como capital.

Em 2007, os ataques atribuídos a rebeldes maoístas deixaram mais de 800 mortos na Índia.

str/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.