Rebeldes do Talebã capturam soldado dos EUA no Afeganistão

Um soldado americano foi capturado por insurgentes do Talebã na província de Paktika, no leste do Afeganistão, segundo informações do Exército americano e de membros da milícia. A porta-voz do Exército americano Elizabeth Mathias afirmou que os militares estão fazendo o possível para encontrar o soldado, que desapareceu há três dias.

BBC Brasil |

De acordo com o analista da BBC para assuntos de segurança, Frank Gardner, as circunstâncias da captura do soldado "são estranhas e potencialmente vergonhosas para o Pentágono".

Segundo Gardner, o Talebã alega que o soldado estava bêbado no momento em que foi capturado pelos insurgentes.

O analista da BBC acrescenta que não há indícios de que o soldado teria se separado do grupo durante um confronto, mas que ele teria saído da sua base ao lado de três soldados das forças de segurança afegãs.

Uma facção linha dura do Talebã chamada Haqqani afirmou que está com o soldado, mas a informação não foi confirmada pelo porta-voz da milícia.

Ofensiva
A notícia sobre a captura do soldado americano coincide com o início de uma operação das forças americanas contra militantes do Talebã na província de Helmand, no sul do Afeganistão.

Segundo o Exército americano, no entanto, o soldado não estava envolvido na ofensiva, que recebeu o codinome de Khanjar ou Strike of the Sword (Golpe da Espada, em tradução livre).

A operação, a maior desde que Barack Obama assumiu a Presidência dos Estados Unidos, teve início nas primeiras horas desta quinta-feira (horário local), quando as unidades militares começaram a se movimentar no vale do rio Helmand.

Segundo um comunicado divulgado pelos militares americanos, cerca de 4 mil fuzileiros navais, assim como 650 soldados afegãos, estão envolvidos na operação, com apoio de aeronaves da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Autoridades na região afirmam que esta é a maior ofensiva dos fuzileiros navais desde a Guerra do Vietnã.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG