Lagos, 15 set (EFE).- O Movimento para a Emancipação do Delta do Níger (Mend) anunciou hoje a destruição de uma plataforma petrolífera operada pela anglo-holandesa Shell, como vingança pelo ataque do Exército nigeriano que matou sete rebeldes no sábado passado.

Segundo o Mend, as instalações de Alakiri, utilizadas para transportar gás para a refinaria do porto de Harcourt, foram atacadas ontem às 2h (22h de Brasília), em uma resposta dos insurgentes ao forte ataque militar nigeriano.

"Soldados fortemente armados do Mend entraram nas instalações e arrasaram com tudo, como prometemos", disseram em comunicado.

"Os trabalhadores" e os "soldados que não levaram a sério nossos avisos" morreram, ameaçaram os rebeldes.

Ontem, os insurgentes anunciaram que tinham atacado várias instalações, entre elas as de Soku e de Kula, que pertencem a gigante petrolífera Chevron.

O Mend voltou a advertir no comunicado que as companhias petrolíferas que operam na região do delta do Níger cessem seus trabaçhos e evacuem seus funcionários. EFE dá/ab/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.