Os membros das forças de segurança de Bangladesh que se amotinaram na quarta-feira, em Daca, tomando uma centena de pessoas como reféns, começaram a depor as armas, revelou nesta quinta-feira a TV local, citando uma fonte do governo.

Os rebeldes negociam com o ministro do Interior, Sahara Khatun, que se encontra no interior de uma unidade do Bangladesh Rifles (BDR), onde a revolta teve início.

"As tropas do BDR começaram a entregar as armas ao ministro do Interior", revelou a televisão.

A revolta deixou cinco mortos e ao menos 34 feridos, e os rebeldes fizeram cerca de 100 reféns, incluindo oficiais, segundo fontes militares.

sa/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.