Rebeldes afundam barco de polícia na Índia

Um grupo de 40 policiais indianos desapareceu quando o barco em que estavam virou no leste da Índia após ter sido atacado por supostos rebeldes maoístas. Mais de 50 integrantes de uma tropa de elite contra insurgentes estava a bordo do barco, que patrulhava o reservatório de Chitrakonda, no estado de Orissa.

BBC Brasil |

Os supostos rebeldes - que vêm lutando contra o governo indiano há décadas - abriram fogo do alto de uma colina.

Oito policiais conseguiram nadar até a costa, mas 40 policiais continuam desaparecidos e teme-se que eles tenham morrido afogados.

Um superintendente da polícia local, Satish Kumar Gajbhiye, disse à BBC que havia cerca de 60 homens a bordo do barco - quatro deles, incluindo dois motoristas da lancha motorizada, da força policial de Orissa. Os demais eram do estado vizinho de Andhra Pradesh.

Quatro dos sobreviventes tinham ferimentos de balas e estavam recebendo tratamento no hospital, acrescentou o oficial.

O correspondente da BBC Sandeep Sahy disse que o nível da água no reservatório é de cerca de 40 metros e existem poucas chances de se encontrar sobreviventes.

Ele acrescentou que o incidente é um dos maiores reveses para as forças de segurança que lutam contra os insurgentes nas áreas de fronteira com mata densa de Andhra Pradesh, consideradas um porto seguro para os rebeldes maoístas.

O primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, descreveu a insurgência maoísta como a maior ameaça à segurança interna enfrentada pelo país.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG