Rebelde que matou chefão das Farc critica Governo colombiano

Bogotá, 28 out (EFE).- O ex-guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) Pedro Pablo Montoya, conhecido como Rojas, que matou o dirigente rebelde Ivan Ríos e depois se entregou, denunciou hoje que tentaram assassiná-lo duas vezes na prisão e que o Governo colombiano nunca lhe entregou a recompensa prometida.

EFE |

Montoya, que permanece recluso na prisão La Picota, de Bogotá, fez a denúncia em carta manuscrita entregue a seu advogado, à qual a Agência Efe teve acesso.

"Em relação a minha segurança e à da minha família denuncio que se descobriram dois atentados planejados pelas Farc", assinala em sua carta, que traz data de hoje.

Além disso, assegura que, apesar de terem oferecido a ele garantias por ter se desmobilizado após acabar com a vida de Manuel Jesús Muñoz, conhecido como "Ivan Ríos", um dos sete integrantes do comando central das Farc, sua situação jurídica não foi esclarecida.

"Estão me investigando por uma infinidade de delitos cometidos pela Frente 47 das Farc, do qual eu não tive comando, como consta dos documentos oficiais", se queixa na carta.

Segundo "Rojas", o Governo Álvaro Uribe "não cumpriu suas promessas totalmente", porque segue "privado da liberdade e completamente isolado".

Além disso, denunciou que sua família não conta com "a proteção a testemunhas que o Governo oferece".

Em sua carta dirigida "à opinião pública nacional e internacional", Rojas assegura que nunca recebeu a recompensa que as autoridades lhe prometeram por desmobilizar-se e acabar com um alto comandante das Farc.

Dessa maneira, alertou sobre a possibilidade de que ocorra a mesma coisa com Wilson Bueno, conhecido como "Isaza", que na semana passada fugiu das Farc junto ao refém que custodiava, o ex-congressista Óscar Lizcano.

Uribe ofereceu a "Isaza" uma recompensa de quase US$ 500 mil, além de uma nova vida na França em compensação por sua valente decisão de desertar e entregar um refém. EFE erm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG