Reator 2 de Fukushima recebe mais injeção de água

Um dos 3 termômetros marcou 78º, temperatura mais alta desde que governo declarou em dezembro que reatores estavam em parada fria

EFE |

Os operários da usina nuclear de Fukushima aumentaram a refrigeração do reator 2, um dos danificados pelo tsunami de março de 2011, após detectar uma nova alta de sua temperatura, informou neste domingo (12) a Tepco, operadora da unidade.

Segundo os dados da empresa, um dos três termômetros situados na base da unidade marca 78 graus, a temperatura mais alta desde que o governo japonês declarou em dezembro que os reatores estavam em "parada fria".

A Tepco assinalou, no entanto, que este aumento não é crítico, segundo a agência local "Kyodo".

O termômetro na base do reator tinha alcançado na noite de sábado os 74,9 graus centígrados, após se manter entre 67 e 71 graus nas 24 horas anteriores.

Calcula-se que retirar o combustível danificado do interior dos reatores 1, 2 e 3 e desmantelar essas unidades poderia levar cerca de 40 anos.

    Leia tudo sobre: japãoreatorfukishima

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG