Reativação do vulcão Chaitén obriga retirar últimos habitantes

Santiago do Chile, 19 fev (EFE).- A reativação hoje da atividade do vulcão Chaitén, situado cerca de 1,2 mil quilômetros ao sul de Santiago do Chile, levou à evacuação de cerca de 250 habitantes que tinham voltado à área nas últimas semanas, informaram as autoridades.

EFE |

"Ordenamos a evacuação completa do povoado de Chaitén. Isso é uma comprovação a mais do risco iminente que temos na região. É uma bomba-relógio", disse o subsecretário do Ministério do Interior chileno, Patrício Rosende.

Segundo o testemunho dos moradores, o maciço registrou uma explosão às 11h30 (mesma hora de Brasília) de hoje acompanhada de terremotos, intenso barulho subterrâneo e uma coluna de fumaça e cinzas.

Autoridades da região de Los Lagos, onde fica o Chaitén, sobrevoarão a área durante uma hora para avaliar a situação e verificar se o cume ficou deformado, informou a diretora do Escritório Nacional de Emergência (Onemi), Carmen Fernández.

"Houve um aumento do processo eruptivo, a coluna de fumaça subiu a uma altura quatro ou cinco vezes superior a que havia", disse Fernández, acrescentando que cerca de 140 pessoas foram retiradas por via marítima para uma área segura.

"Fomos reiterativos e categóricos: o processo eruptivo não parou.

Houve momentos em que teve menos vigor, mas não parou, por isso decretamos o alerta vermelho", disse a diretora do Onemi, acrescentando que algumas pessoas resistiram hoje à desocupação.

Em 2 de maio de 2008, o Chaitén despertou de uma letargia de quase 10 mil anos e entrou em atividade, o que obrigou a evacuação total - em alguns casos, à força - dos moradores que viviam perto do vulcão.

Os moradores foram levados para localidades próximas, mas, nas últimas semanas, um grupo de 250 moradores voltou para casa, apesar de estas terem ficado praticamente destruídas por causa da chuva de cinzas e devido à água e lama de um rio próximo que transbordou por causa da erupção. EFE mf/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG