Reaberto no Iraque santuário xiita danificado por atentado

Bagdá, 16 abr (EFE).- Uma cerimônia oficial celebrou hoje a conclusão dos trabalhos de restauração da cúpula dourada do santuário xiita de Samarra, danificada por um atentado em fevereiro de 2006 que desencadeou uma onda de violência sectária no Iraque.

EFE |

Estes confrontos entre diferentes grupos étnicos e religiosos causaram a morte de dezenas de milhares de iraquianos e levaram o país à beira de uma guerra civil.

O fim das obras de restauração, que incluíram os dois minaretes do templo, foi festejado com uma cerimônia transmitida pela televisão iraquiana e da qual participaram militares de altas patentes, deputados e arqueólogos da Unesco.

A cúpula dourada do santuário, apontada como uma das maiores do mundo, foi construída no ano 868 d.C. e era coberta por 72 mil peças de ouro.

Sob ela se encontram os túmulos dos imãs xiitas, Ali Hadi e o filho dele Hassan al-Askari.

Os trabalhos para restaurar o santuário de Samarra, cidade de maioria sunita, foram realizados por uma construtora turca e supervisionados pela Unesco. EFE am/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG