100% para ajudar Haiti, diz secretário de Estado - Mundo - iG" /

R.Dominicana trabalha 100% para ajudar Haiti, diz secretário de Estado

Madri, 21 jan (EFE).- O secretário de Estado de Turismo da República Dominicana, Francisco Javier García, disse hoje que seu país está dedicado a ajudar o Haiti após o terremoto do último dia 12 e acrescentou que o fato de que seu país não ter sido afetado permitiu trabalhar 100%.

EFE |

García fez esta afirmação durante sua visita à Feira Internacional de Turismo de Madri (Fitur).

Segundo o secretário, a República Dominicana montou um centro de operações na cidade de Jimaní, na fronteira com o Haiti, de onde se "canaliza adequadamente" toda a ajuda para o país vizinho.

García conta que muitos cidadãos dominicanos foram à fronteira com o Haiti para fazer doações "de maneira direta", assim como representantes do mundo empresarial que também estão colaborando.

O secretário se mostrou convencido de que a situação no Haiti começará a se normalizar em breve e que então a República Dominicana assumirá "com maior empenho" seu trabalho de ajudar ao Haiti.

O terremoto de 7 graus na escala Richter aconteceu às 19h53 (Brasília) do dia 12 e teve epicentro a 15 quilômetros da capital haitiana, Porto Príncipe. Segundo declarações à Agência Efe, o primeiro-ministro do Haiti, Jean Max Bellerive, acredita que o número de mortos superará 100 mil.

O Exército brasileiro informou que 18 militares do país que participavam da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah) morreram em consequência do terremoto.

Entre os civis - além da médica Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, e de Luiz Carlos da Costa, o segundo civil mais importante na hierarquia da ONU no Haiti -, foi informado nesta quarta-feira que outra mulher também morreu no tremor, aumentando para 21 o número total de vítimas brasileiras.

EFE bal-ajs/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG