R.Dominicana envia ajuda humanitária ao Haiti

Santo Domingo, 13 jan (EFE).- O Governo dominicano começou hoje a enviar uma série de ajudas ao Haiti destinada às vítimas do terremoto desta terça-feira, que estima-se que tenha matado milhares de pessoas.

EFE |

A nação caribenha, que compartilha com o Haiti a ilha de Hispaniola, enviou ao vizinho oito ambulâncias e 30 médicos para trabalhar nas tarefas de resgate.

Cinco embarcações locais já estão trabalhando na zona de ajuda no Haiti, o país mais pobre da América.

O Governo, que não informou da situação dos dominicanos no Haiti, disponibilizou um centro de abastecimento na fortaleza de Jimaní, fronteiriça com o Haiti, para armazenar a ajuda, composta por alimentos, remédios, colchões e cobertores, segundo um comunicado da Presidência.

Uma comissão local viajou para o Haiti com o objetivo de canalizar as permissões para a entrada de ajudas e explorar a estrada que comunica Jimaní com Porto Príncipe.

A Presidência disse em comunicado que os hospitais da província dominicana de Barahona (sudoeste) e os das Forças Armadas estão prontos para atender vítimas do terremoto e que as autoridades estão preparadas para repartir um milhão de rações alimentícias.

O Governo informou, além disso, que o Instituto Nacional da Habitação ajudará na construção de albergues no Haiti.

Embora o terremoto tenha atingido grande parte da República Dominicana, as autoridades não informaram sobre vítimas ou danos materiais.

O poderoso terremoto aconteceu às 19h53 (Brasília) de terça-feira e teve epicentro a 15 quilômetros de Porto Príncipe, a capital do Haiti.

O Exército brasileiro confirmou que pelo menos 11 militares do país que participam da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah) morreram em consequência do terremoto, enquanto pelo menos cinco outros ficaram feridos.

A brasileira Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, ligada à Igreja Católica, também morreu no terremoto. EFE mf/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG