Havana, 23 mar (EFE).- O presidente cubano, Raúl Castro, nomeou o general Darío Delgado Cura novo procurador-geral da República, cargo ocupado há mais de 20 anos por Juan Escalona Reguera.

Um comunicado indica que o Conselho de Estado decidiu "liberar" o general Escalona de suas responsabilidades "por problemas de saúde", após falar com o Birô Político do Partido Comunista.

Escalona era o procurador nos processos de 1989 contra os generais Arnaldo Ochoa e José Abrantes. O texto acrescenta que ele receberá outras funções não especificadas na Secretaria do Conselho de Estado.

O general nasceu no dia 22 de junho de 1931 em Santiago de Cuba e integrou a coluna comandada por Raúl Castro na guerrilha de Sierra Maestra.

Advogado de profissão, além de militar, ocupou vários cargos após o triunfo da revolução em 1959, entre eles os de ministro da Justiça e presidente do Parlamento.

O general Delgado, também licenciado em direito, era até agora vice-procurador geral e chefe da Promotoria Militar e, segundo o comunicado, tem uma "vasta experiência no trabalho jurídico e de direção".

Sua nomeação soma-se a uma longa lista de mudanças que o novo presidente cubano realizou no Gabinete desde que assumiu oficialmente o poder, em fevereiro de 2008.

Em março do ano passado, Raúl anunciou a reestruturação governamental mais profunda dos últimos 15 anos em Cuba, com a saída definitiva de quatro vice-presidentes e oito ministros. EFE rmo/pb/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.