igualdade de condições - Mundo - iG" /

Raúl Castro só aceita diálogo com EUA em igualdade de condições

O presidente de Cuba, Raúl Castro, está disposto a um diálogo aberto com os Estados Unidos, mas apenas em igualdade de condições e sem a menor sombra sobre a soberania cubana.

AFP |

"Já mandamos dizer ao governo americano, inclusive em público, que estamos abertos a discutir tudo, direitos humanos, liberdade de imprensa, presos políticos, (...) mas isto deve ser em igualdade de condições, sem a menor sombra sobre nossa soberania e sem a mínima violação do direito a autodeterminação do povo cubano", disse Castro em Cumaná (leste da Venezuela), onde participa da reunião Alternativa Bolivariana para as Américas (ALBA).

"Não entendo esta democracia dos Estados Unidos. Há apenas um partido", ironizou Castro.

"Por que não soltam nossos cinco heróis, que não fizeram qualquer dano aos Estados Unidos? - perguntou Castro, em referência aos cinco cubanos condenados nos EUA por espionagem.

Castro respondeu assim ao apelo da secretária americana de Estado, Hillary Clinton, para que Cuba liberte seus presos políticos.

O presidente americano, Barack Obama, disse hoje no México que vai esperar para ver se Cuba está disposta a mudar, antes de adotar novas medidas em relação à Ilha.

Na semana passada, Obama suspendeu as restrições sobre viagens e o envio de dinheiro de cubanos-americanos a Cuba, medida vigente há três décadas.

Na Cúpula das Américas, prevista para esta sexta-feira em Trinidad e Tobago, muito países latino-americanos pretendem pedir a Washington a suspensão do embargo imposto pelos Estados Unidos à Cuba em 1962.

dk/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG