Raúl Castro fala pela 1ª vez em público sobre furacões

Havana, 17 set (EFE).- O presidente de Cuba, Raúl Castro, pediu hoje otimismo a seus compatriotas, em sua primeiro mensagem em público e transmitida pela televisão estatal desde a passagem dos furacões Gustav e Ike.

EFE |

"Que o ânimo não caia, porque é o pior, porque vem a desmoralização, independentemente dos obstáculos na solução dos problemas", disse o presidente.

Raúl Castro perante habitantes de Isla de la Juventud, um dos territórios mais castigados pelos ciclones.

"Não vi nenhuma cara triste e, quando vi uma, me aproximei e perguntei (...) se estava algum problema", comentou.

"Pedi que conservem esse otimismo, essa esperança, esse ânimo", disse o presidente cubano, de 77 anos.

A passagem dos furacões deixou, segundo cálculos preliminares oficiais, mais de meio milhão de casas destruídas, centenas de milhares de hectares de cultivo arrasados e perdas de mais de US$ 5 bilhões. EFE jlp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG