Raúl Castro e Igreja discutem presos políticos

Após reunião, arcebispo de Havana diz que "serão dados passos" para libertação de dissidentes

iG São Paulo |

O presidente de Cuba, Raúl Castro, discutiu a situação dos presos políticos do país com representantes da Igreja Católica em um encontro que ocorreu na quarta-feira e foi divulgado nesta quinta-feira. Segundo o jornal oficial da ilha, o "Granma", participaram do encontro o arcebispo de Havana, cardeal Jaime Ortega y Alamino e o presidente da Conferência de Bispos Católicos de Cuba, Dionísio García Ibáñez.

AFP
Raúl Castro se encontra com Jaime Ortega e Dionísio García (19/05)
Em entrevista à agência EFE, Ibáñez disse que o governo cubano mostrou "disposição" em resolver a situação dos presos políticos.

"Serão dados passos", afirmou, sem dar detalhes. Uma entrevista coletiva sobre o encontro deve ser concedida pelo cardeal Jaime Ortega ainda nesta quinta-feira.

Em entrevista publicada em abril, na qual instou Raúl a realizar "as mudanças necessárias com prontidão", o arcebispo da capital cubana reiterou que a Igreja fez "historicamente todo o possível" pela libertação de pessoas detidas por motivos ideológicos.

A oposição pede que sejam soltos 26 presos políticos doentes, entre os mais de 200 encarcerados em Cuba, e que são considerados criminosos comuns pelo governo.

O jornalista Guillermo Fariñas, que está em greve de fome há 86 dias para exigir a liberação, recebeu uma visita dos dois padres, que lhe pediram "calma". Segundo Fariñas, os sacerdotes disseram que as autoridades "não querem que os dissidentes morram na prisão".

O jornal "Granma" afirmou ainda que, durante a reunião, foram analisados "diversos temas de interesse comum, em particular o desenvolvimento favorável das relações entre a Igreja Católica e o Estado Cubano, assim como a atual situação nacional e internacional".

Em junho, o secretário do Vaticano para as Relações com os Estados, arcebispo Dominique Mamberti, irá a Cuba para participar da 10ª Semana Social Católica da Universidade de Havana.

Com Ansa e EFE

    Leia tudo sobre: cubaigreja católicaraúl castro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG