Raúl Castro chega à Venezuela para cúpula da Alba

Cumaná (Venezuela), 16 abr (EFE).- O presidente de Cuba, Raúl Castro, chegou hoje à Venezuela para participar da 7ª Cúpula da Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba), que será realizada hoje na cidade venezuelana de Cumaná.

EFE |

Raúl Castro foi recebido no aeroporto desta cidade pelo presidente anfitrião da cúpula, Hugo Chávez, que o esperou junto ao primeiro-ministro de São Vicente e Granadinas, Ralph Gonsalves, também convidado à reunião.

Em uma conversa relaxada entre os governantes, televisionada ao vivo pela rede estatal de imprensa da Venezuela, Raúl Castro lembrou que hoje se completa mais um aniversário da proclamação "do caráter socialista da Revolução Cubana".

Chávez também fez referência à expulsão de Cuba da Organização dos Estados Americanos (OEA) e, a respeito, Raúl Castro defendeu o futuro nascimento de uma instância regional "sem fatores alheios a nossa região", em evidente alusão aos Estados Unidos e Canadá.

Raúl Castro deve falar na cúpula de Cumaná da posição de Cuba sobre a decisão do presidente americano, Barack Obama, de suspender algumas restrições às viagens e envios de remessas à ilha, anunciada esta semana por Washington, às vésperas da 5ª Cúpula das Américas deste fim de semana em Trinidad e Tobago, sem a participação de Cuba.

Chávez confirmou que Obama pediu para se reunir em Trinidad e Tobago com os governantes dos países que integram a União de Nações Sul-americanas (Unasul), entre eles a Venezuela.

A cúpula da Alba foi convocada por Chávez para fixar posições comuns diante da Cúpula das Américas, que começa amanhã, em Trinidad e Tobago.

Os governantes, exceto Raúl Castro, cujo país não participa da Cúpula das Américas, devem viajar amanhã de Cumaná a Trinidad e Tobago. EFE ar/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG