Raúl Castro aprova tomada de terras ociosas

Havana, 11 jul (EFE).- O presidente de Cuba, Raúl Castro, disse hoje que é preciso virar a terra e fazê-la produzir, e que, para isso, o Governo já aprovou a entrega de áreas cultiváveis ociosas a quem produz.

EFE |

"(A entrega das terras vai começar) Em data muito próxima, tão próxima que pode ser na próxima semana (...). Pode-se dizer que ontem à noite (a redistribuição das terras) já foi aprovada em uma reunião do Birô Político com o Conselho de Estado e outros convidados", disse Raúl em sua intervenção no Parlamento cubano.

Segundo o presidente, a aprovação ocorrida ontem se refere tanto às "disposições legais para o início da entrega em usufruto de terras ociosas àqueles que estejam em condições de colocá-las para produzir imediatamente" como à adoção de "outras medidas associadas à atividade agropecuária".

Raúl destacou que Cuba tem que "reverter definitivamente a tendência de encolhimento da área de terra cultivada ", que entre 1998 e 2007 diminuiu 33%.

"Em poucas palavras: É preciso virar a terra! É preciso fazê-la produzir!", afirmou. EFE jlp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG