Raúl Casto deseja sucesso a Obama, mas mostra cautela diplomática

Havana, 2 jan (EFE).- O presidente de Cuba, Raúl Castro, desejou sucesso ao próximo presidente americano, Barack Obama, considerado por ele um homem honesto, mas se mostrou cauteloso sobre a condução das relações bilaterais.

EFE |

"Agora há um presidente que gerou esperanças em muitas partes do mundo, penso que esperanças excessivas, porque embora ele seja um homem honesto, e acho que o é, um homem sincero, e acho que o é, um homem não pode mudar o destino de um país", disse Raúl.

"Tomara que me equivoque em minha apreciação, tomara que o senhor Obama tenha sucesso", afirmou o presidente em entrevista à televisão cubana divulgada hoje.

O presidente cubano disse que a ilha tem sua política com os EUA "definida" e voltou a afirmar que "o dia em que Obama quiser discutir", conversará "em igualdade de condições".

Raúl afirmou que recebeu uma carta de um ex-presidente americano no qual sugeria que o chefe de Estado cubano fizesse gestos perante as mudanças que se aproximavam antes das eleições dos EUA e que respondeu que "a época dos gestos unilaterais terminaram".

"Gesto por gesto, e estamos dispostos a fazê-los quando eles decidirem, sem intermediários, diretamente, mas não estamos com pressa", assinalou. EFE jlp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG