Rapper Wyclef Jean diz que espera arrecadar US$ 48 mi em 6 meses para o Haiti

Porto Príncipe, 19 jun (EFE).- O rapper haitiano Wyclef Jean lançou hoje em Porto Príncipe seu projeto social que conta com o apoio do Programa Mundial de Alimentos (PMA), da Fundação Pan-Americana para o Desenvolvimento (PADF, na sigla em inglês) e a organização Yéle Haiti, dirigida pelo artista.

EFE |

Jean declarou que seu projeto espera arrecadar US$ 48 milhões nos próximos seis meses para atender à população haitiana que sofre com a falta de alimentos.

O rapper explicou que a iniciativa pretende fazer com que muito em breve comida seja distribuída às povoações mais necessitadas.

"No médio prazo, queremos atuar em favor do relançamento da produção agrícola, criando empregos para gerar riquezas (...) em acordo com as autoridades do Haiti", acrescentou.

Jean informou ainda que sua iniciativa estabelecerá um fundo para a criação de micro e pequenas empresas, familiares ou comunitárias.

Para levar seu projeto adiante, Jean declarou que será arrecadado dinheiro entre doadores internacionais e o Congresso dos Estados Unidos.

Acompanhado por uma delegação de personalidades internacionais, Jean realizou uma visita a Cité Soleil, bairro pobre do norte da capital.

"Não há melhor defensor para o Haiti que Wyclef Jean, que oferece seu tempo e sua credibilidade em prol de seu país", declarou Mamadou Mbaye, representante do PMA no Haiti.

Mbaye qualificou a crise alimentícia haitiana como "tsunami silencioso". EFE gp/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG