Rapper Lil Wayne é condenado a um ano de prisão

Nova York, 8 mar (EFE).- O rapper americano Lil Wayne, ganhador de vários prêmios Grammy, foi detido hoje em Nova York pouco depois de ser condenado a um ano de prisão por porte ilegal de armas.

EFE |

Dwayne Carter, verdadeiro nome do artista, chegou ao tribunal de Nova York com a cabeça coberta por um capuz e um gorro cinza. Diante do juiz, se negou a dizer qualquer coisa antes de conhecer a pena imposta.

A sentença estava prevista para fevereiro, mas foi atrasada, primeiro por uma cirurgia à qual o artista se submeteu, depois por um incêndio que atingiu o tribunal.

Centenas de fãs do artista se aglomeraram às portas do tribunal gritando frases de apoio junto a um grande grupo de fotógrafos e câmeras de televisão.

A pena pode ser reduzida para apenas oito meses caso o rapper tenha bom comportamento no centro penitenciário de Rikers Island, em Nova York.

A advogada de Wayne, Stacey Richman, o classificou como "um músico e um criador imcomparável". Após a sentença, o rapper foi algemado e levado à prisão.

Os problemas de Wayne com a Justiça de Nova York começaram em 2007, quando uma arma carregada foi descoberta no ônibus em que o rapper realizava a sua turnê.

Em 2009, o intérprete de "Tha Block is Hot" se declarou culpado pelo delito de posse ilegal de armas, evitando assim uma pena maior.

EFE dvg/pb/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG