Ramos Horta adia anúncio sobre convite da ONU

Sydney (Austrália), 26 jun (EFE).- O presidente do Timor-Leste, José Ramos Horta, adiou para a sexta-feira a resposta ao convite do secretário-geral Ban Ki-moon para assumir o cargo de Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

EFE |

"Não posso dizer nada ainda. Vou esperar 24 horas para responder se sou candidato ou não", disse Ramos Horta em uma breve entrevista coletiva em Díli.

O presidente timorense pediu que a imprensa comparecesse amanhã, às 15h (3h de Brasília), ao mesmo local da coletiva de hoje para saber qual será sua resposta.

Ramos Horta, de 58 anos e Nobel da Paz, foi encorajado pelos Governos de Brasil, Austrália e Portugal a aceitar o posto em substituição à canadense Louise Arbour. EFE mg/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG