Los Angeles (EUA), 3 ago (EFE).- Dois sacerdotes homossexuais, um homem e uma mulher, podem se tornar bispos da diocese de Los Angeles da Igreja Episcopal, ramo do anglicanismo nos Estados Unidos, que recentemente passou a permitir a liberdade de opção sexual entre seu alto clero, informam hoje veículos de imprensa locais.

Os reverendos John L. Kirkley, de San Francisco, e Mary D.

Glasspool, de Baltimore, disputarão com outros quatro clérigos episcopais as vagas que serão deixadas em dezembro por dois bispos veteranos.

As candidaturas chegaram apenas um mês depois de os líderes desta igreja americana terem decidido suspender a proibição que impedia sacerdotes homossexuais de subir em sua hierarquia eclesiástica.

Este veto era defendido pelo setor mais conservador da Igreja Episcopal que, apesar de se posicionar contra os que perseguem o homossexualismo, alertou que esta decisão poderia levar a uma cisão do episcopalismo nos EUA.

As indicações a bispo desta igreja em Los Angeles vieram a público neste domingo, um dia depois de a diocese de Minnesota ter selecionado uma sacerdotisa lésbica, Bonnie Perry, entre os candidatos ao cargo em sua região.

Os bispos serão escolhidos por meio de votação pelos líderes de cada diocese no dia 31 de outubro em Minnesota, e em 4 e 5 de dezembro em Los Angeles.

A Igreja Episcopal tem mais de dois milhões de fiéis nos EUA. EFE fmx/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.