Rainha Fabiola da Bélgica deixa UTI de clínica

Bruxelas, 9 fev (EFE).- A rainha Fabiola da Bélgica abandonou a unidade de terapia intensiva da clínica de Saint-Jean de Bruxelas, onde estava internada desde 16 de janeiro por uma broncopneumonia, informou a Casa Real em comunicado.

EFE |

A viúva do rei Baudouin "permanece internada na clínica" enquanto "o tratamento prossegue", segundo a breve nota do Palácio Real.

A rainha permaneceu na unidade de terapia intensiva durante três semanas e meia.

Em 27 de janeiro, o Palácio indicou que a paciente permaneceria mais tempo na unidade, pois o tratamento estava sendo "mais longo que o previsto".

Isso fez a imprensa belga especular sobre a possibilidade de a rainha Fabiola ter sofrido complicações e, inclusive, falou-se de uma grave infecção de origem hospitalar, embora o Palácio Real tenha mantido seu silêncio e não tenha comentado sobre a hipótese.

Uma semana antes de ser hospitalizada, a rainha Fabiola tinha sido submetida a uma operação de tireóide no Hospital Universitário de Liège, leste do país. EFE vl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG