Rafael Correa levará ajuda humanitária ao Haiti em nome da Unasul

Quito, 24 jan (EFE).- O governante equatoriano, Rafael Correa, como presidente rotativo da União de Nações Sul-americanas (Unasul), viajará na próxima quinta-feira ao Haiti para entregar um contingente de ajuda humanitária, informou hoje a Presidência.

EFE |

Correa irá acompanhado de María Gloria Cornejo, titular da Secretaria Nacional de Gestão de Riscos (SNGR) e das ministras de Saúde, Caroline Chang; e María de Los Angeles Duarte, de Inclusão Econômica e Social, publicou a Presidência em seu site.

Um grupo de médicos irá junto à delegação oficial e prestará socorro aos desabrigados haitianos, vítimas de um terremoto.

Nos próximos dias, um novo envio de mantimentos deve ocorrer, já que até o momento a SNGR tem armazenado 70 toneladas de doações.

O terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu o Haiti ocorreu às 19h53 de Brasília do dia 12 de janeiro e teve epicentro a 15 quilômetros da capital, Porto Príncipe.

Cerca de 120 mil pessoas morreram conforme informou à Agência Efe o titular do Ministério da Saúde haitiano, Alex Larsen.

Pelo menos 21 brasileiros morreram na tragédia, sendo 18 militares e três civis, entre eles a médica Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, e Luiz Carlos da Costa, o segundo civil mais importante na hierarquia da ONU no Haiti. EFE sm/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG