JACARTA - Centenas de radicais islâmicos se reuniram neste domingo nos povoados dos três réus executados na Indonésia pelos atentados de Bali de 2002. Os radicais receberam os corpos entre apelos à guerra santa e vaias à polícia.


Cerca de 500 pessoas se reuniram em Tenggulun (Java, sudoeste do país), a localidade natal dos dois irmãos fuzilados, Amrozi e Ali Gufron, informaram vários meios de imprensa locais.

Os fundamentalistas entraram em choque com policiais quando o helicóptero aterrissou no povoado, vindo do presídio de Nusakambangan, com os restos mortais de ambos.

Em Serang, o povoado de Java onde mora a família de Imame Samudra, o terceiro islamita fuzilado, também aconteceram cenas de tensão durante o funeral.

A Indonésia decidiu transportar em helicóptero os cadáveres dos três executados para evitar uma procissão por terra que atraísse seguidores dos extremistas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.