Racha no Governo tcheco leva vice-primeiro-ministro a renunciar

Praga, 12 jan (EFE).- O vice-primeiro-ministro do Governo e ministro de Desenvolvimento Regional da República Tcheca, Jiri Cunek, anunciou hoje sua renúncia, depois das pressões às quais foi submetido pelo chefe do Governo de coalizão, Mirek Topolanek.

EFE |

Topolanek havia pedido que Cunek, líder da União Democrata-Cristã (KDU-CSL), abandonasse seu cargo, acusando-o de incapacidade para manter a unidade dentro de seu grupo parlamentar e controlar a utilização dos fundos da União Européia (UE).

O Governo de coalizão, integrado por conservadores, democratas-cristãos e verdes, governa em minoria ao controlar somente 95 das 200 cadeiras do Parlamento, no momento em que o país preside a UE.

Os democratas-cristãos pediram a Topolanek que Cunek seja substituído pelo ex-ministro de Relações Exteriores Cyril Svoboda na pasta de Desenvolvimento Regional.

Já n cargo de vice-primeiro-ministro, Cunek deve ser substituído pela ministra da Defesa, Vlasta Parkanova, caso Topolanek aceite a sugestão do nome dela. EFE gm/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG