Rabino americano e esposa foram mortos em centro judaico de Mumbai

Um rabino americano e sua mulher, que eram mantidos reféns pelos terroristas que atacaram um centro judaico em Mumbai, foram mortos, informou o Beit Chabad-Lubavitch em um comunicado.

AFP |

O rabino Gavriel Holtzberg, que nasceu em Israel mas morava em Nova York desde a infância, e sua mulher, Rivka, também israelense, dirigiam o Beit Chabad-Lubavitch de Mumbai, e foram mortos durante os ataques, segundo a nota.

O filho pequeno do casal, Moshe, foi salvo na hora do atentado por sua babá.

"Gabi e Rivky Holtzberg fizeram o sacrifício máximo", disse o rabino Moshe Kotlarsky, que trabalhava no braço educativo do Beit Chabad-Lubavitch.

"Como emissários em Mumbai, Gabi e Rivky abriram mão dos confortos que tinham no Ocidente para difundir o orgulho judaico em um lugar do mundo muito freqüentado por turistas israelenses", acrescentou.

mac/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG