Vivi 20 segundos no inferno , conta sobrevivente do terremoto na Itália - Mundo - iG" /

Vivi 20 segundos no inferno , conta sobrevivente do terremoto na Itália

ROMA - Enquanto centenas voluntários das equipes de socorro correm contra o tempo para tentar resgatar sobreviventes e retirar os corpos sem vida dos escombros de LAquila, a cidade do centro da Itália sacudida pelo forte terremoto que matou quase 100 pessoas, Maria Franscesco chora diante do que foi sua casa e conta à imprensa: Vivi 20 segundos no inferno.

AFP |

"Minha casa desabou de repente, ficou totalmente destruída, não pude recuperar nada", lamenta.

A rua do centro da cidade medieval, conhecida por seus monumentos artísticos, parece ter sido bombardeada, com pedaços de construções e montes de terra espalhados por todo lado.

A poucos metros dali, os bombeiros resgatam os corpos de quatro jovens do que restou da Casa do Estudante, que alojava estudantes italianos e estrangeiros que frequentam a renomada Universidade de L'Aquila.

Terremoto deixou Terremoto deixou região histórica de L'Aquila destruída / AP

"Há três meses estamos sentindo tremores, cada vez mais fortes. Ontem foi o Apocalipse", afirma Maria.

"Às onze da noite sentimos o primeiro tremor, outro duas horas depois e então resolvemos ir para a rua, mas depois de um bom tempo, quando voltamos a entrar em casa, o prédio começou a desabar. Fugi para a rua de cuecas", conta Marco, outro morador.

Cidade abalada

Ainda abalada, a cidade começa a contar os mortos enquanto os habitantes mais assustados e os turistas, com as malas nas mãos, tentam fugir a qualquer preço da zona devastada por causa das réplicas que continuam sacudindo a região.

Reuters
Muitas pessoas abandonaram suas casas após o tremor
Muitas pessoas abandonaram suas casas após o tremor

Muitas pessoas que se abrigaram em seus carros estacionados diante de suas casa serão transferidas para abrigos ou instaladas no estádio da cidade, segundo as autoridades.

As equipes de resgate foram chamadas de toda a Itália para tentar salvar o maior número de pessoas possível.

Estado de emergência

O terremoto de 6,2 graus na escala Richter no centro da Itália deixou pelo menos 92 mortos e fez 1.500 feridos até o momento, declarou à imprensa o chefe de governo italiano, Silvio Berlusconi, que visitou L'Aquila, capital da região de Abruzzos.

"Desejo dizer uma coisa importante: pessoa alguma será abandonada a sua sorte", afirmou o chefe de governo, referindo-se aos milhares de desabrigados.

Segundo ele ainda, a Defesa Civil informou que 45.000 a 50.000 pessoas já foram evacuadas da área da tragédia. Berlusconi disse que um acampamento com barracas será montado para abrigar de 16.000 a 20.000 pessoas.

Assista ao vídeo abaixo:


Clique para ver o infográfico

Leia também:

Leia mais sobre: terremoto

    Leia tudo sobre: terremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG