Depois de salvar 155 vidas, após o milagroso desenrolar de um acidente com um Boeing, pousando o avião sobre o rio Hudson em Nueva York, o imperturbável piloto Chesley Sullenberger disse simplesmente à mulher num telefonema: Tivemos um acidente.

"É um piloto, muito controlado, muito profissional", disse a esposa Lorrie, cercada pelas duas filhas, em entrevista transmitida pelo canal CNN.

O Airbus 320 com 150 passageiros e cinco tripulantes realizava na quinta-feira o trajeto entre o aeroporto La Guardia de Nova York e o de Charlotte, na Carolina do Norte, quando, ao que parece um bando de gansos chocou-se violentamente contra o aparelho e destruiu ambos os motores, informou nesta sexta-feira a imprensa americana.

O acidente aconteceu minutos após a decolagem do Airbus A320 da US Airways do aeroporto de La Guardia. Com um dos motores aparentemente em chamas, o piloto pediu, então, aos passageiros que apertassem os cintos e se preparassem para o impacto.

Como não havia outro aeroporto perto o suficiente, a tripulação decidiu pousar no rio Hudson.

A esposa do piloto explodiu em lágrimas de felicidade ao descrever o "choque" que sentiu ao dar-se conta do episódio.

"Eu estava muito aturdida quando ele telefonou", mas não fiquei surpreendida com a habilidade de Sullenberger. "É um grande piloto, e ama o seu trabalho - a arte do vôo".

O presidente George W. Bush chegou a elogiar "a destreza e o heroísmo" de Sullenberger e de toda a tripulação.

sms/mac/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.